From 1 - 4 / 4
  • Categories  

    Por meio das imagens de satélites QUICKBIRD e WORLD VIEW I, foi elaborado um produto com 33 classes de uso e ocupação, sendo que a Agência requisitou uma customização para 22 classes (Aeroporto, Afloramento Rochoso, Edificação Rural, Favela, Logradouro, Pastagem, Rodovias, Suburbana, Terminal Aeroporto, Vegetação de Baixo Porte, Vegetação de Médio Porte, Água, Área Urbana Aberta, Área Urbana Arborizada, Área Urbana Baixa, Área Urbana Média, Áreas Abertas Úmidas e Secas, Áreas Agrícolas, Áreas industriais, Áreas Rurais, Mineração e Reflorestamento). O produto tem uma escala de interpretação de 1 metro, é compatível a PEC A para escala 1:10.000 e a área mapeada corresponde à zona urbana acrescida de um "buffer" de 5km para os municípios com mais de 50.000 habitantes na Bacia do Rio Doce (Caratinga, Coronel Fabriciano, Governador Valadares, Manhuaçu, Itabira, Ipatinga, João Monlevade, Timóteo, Ponte Nova, Ouro Preto, Mariana e Viçosa, no Estado Minas Gerais, Colatina e Linhares, no Estado do Espírito Santo).

  • Categories  

    A partir dos MDEs (SRTM - Shuttle Radar Topography Mission - e ASTER GDEM - Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer e Global Digital Elevation Map) com resolução espacial de 30 e 20m, respectivamente, foi elaborado um único produto de MDE com resolução de 10m, por meio do método de interpolação "Spline". O processo de interpolação para a elaboração do MDE com resolução de 10m foi realizado separadamente para os dois fusos contemplados pela área do projeto (fuso 23 e 24). Como dados de entrada, além dos MDEs originais foram utilizados os pontos cotados altimétricos para alocação de torres de transmissão de sinal de telefonia celular distribuídos aleatoriamente por toda a área do projeto, aprimorando a acurácia do dado. Para a área correspondente ao fuso 23 foram utilizados 9.720 pontos com as coordenadas planialtimétricas conhecidas, e na área pertencente ao fuso 24 um total de 6.478 pontos. Como resultado temos um MDE de superfície (MDS) de moderada resolução (células de 10m) com uma precisão de 5m na altimetria e 10 m na planimetria.

  • Categories  

    Por meio das imagens de satélites ALOS, QUICKBIRD, WORLD VIEW I e LANDSAT-7, foi elaborado um produto com 33 classes de uso e ocupação, sendo que a Agência requisitou uma customização para 13 classes (Aeroporto, Afloramento Rochoso, Oceano, Pastagem, Praia, Rodovias, Vegetação Nativa, Água, Áreas Abertas, Áreas Agrícolas, Áreas Urbanas, Mineração e Reflorestamento). O produto tem uma escala de interpretação de 10 metros e é compatível a PEC A para escala 1:100.000.

  • Categories  

    A partir das imagens estereopares de alta resolução espacial (0,5m) do satélite WorldView-2 foram elaborados os mosaicos de imagens de alta resolução que foram ortorretificados com o MDE, o MDE de superfície com precisão de 1m na planialtimetria (método de estereoscópia associado a pontos de controle levantados em campo) e as curvas de nível com equidistância de 1m para os 26 municípios elencados como prioritários pelo Comitê de Bacia do Rio Doce (Porto Firme-MG, Piranga-MG, Guaraciaba-MG, Ponte Nova-MG, Rio Piracicaba-MG, Nova Era-MG, Antônio Dias-MG, Ipatinga-MG, Timóteo-MG, Coronel Fabriciano-MG, Belo Oriente-MG, Caratinga-MG, Santa Bárbara do Leste-MG, Santa Rita de Minas-MG, Ubaporanga-MG, Inhapim-MG, Dom Cavati-MG, Governador Valadares-MG, Tumiritinga-MG, Galiléia-MG, Conselheiro Pena-MG, Resplendor-MG, Aimorés-MG, Baixo Guandu-ES, Colatina-ES e Linhares-ES).